Fundos de investimento portugueses para investir

Fundos de investimento para rentabilizar poupanças

Uma das melhores formas de gerar rendimento a partir das suas poupanças é através de fundos de investimento. No entanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas acerca desta opção de investimento e consideram-na demasiado complexa.

A verdade é que a forma de funcionamento dos fundos é até bastante simples de compreender e o seu investimento fácil de realizar.

Ao subscrever um fundo de investimento está a adquirir unidades de participação do mesmo às quais está associado um preço. Este mecanismo é, portanto, semelhante à compra de ações de uma empresa, na medida em que adquire a unidade de participação a um determinado preço na expetativa de que este venha a subir e possa vender a mesma com uma mais valia. Por sua vez, as operações de compra e venda costumam ser bastante simples, bastando dar a respetiva ordem à instituição financeira com que trabalha.

A grande vantagem dos fundos face a outras formas de investimento é a possibilidade de obter rendimentos superiores sem que tenha necessariamente de assumir riscos muito elevados.

Vantagens dos Fundos Nacionais

Apesar da oferta de fundos de investimento estrangeiros ser bastante superior, a verdade é que já existem várias opções nacionais, algumas delas distinguidas por excelentes performances.

A grande vantagem de escolher fundos de investimento portugueses é a relação de proximidade possível de manter com os gestores e instituição financeira que comercializa e gere o fundo. Para muitos investidores este fator é particularmente importante. Subscrever um fundo de investimento cuja comunicação terá de ser efetuada para outro continente, é diferente de poder falar em Português com o gestor do veículo de investimento no qual aplicou as suas poupanças.

O enquadramento fiscal também é facilitado por se tratar de fundos portugueses e não existir o risco de ocorrer dupla tributação, situação que pode ocorrer nos fundos estrangeiros.

O facto de se tratar de um produto financeiro supervisionado e regulado por entidades portuguesas também constitui uma vantagem, sendo que caso ocorra algum problema será sempre mais fácil a resolução do mesmo.

Fundos de Investimento Portugueses Vs. Estrangeiros

Se já procurou por fundos em sites internacionais, dificilmente encontrou referência a fundos portugueses. A verdade é que a oferta de fundos estrangeiros é de longe muito maior, do que em Portugal.

Na tabela abaixo apresentamos as maiores gestoras do Mundo, bem como a quantidade de ativos sob gestão.

Instituição FinanceiraPaísAtivos sob gestão (US$bn)
1BlackRockEUA6,288
2The Vanguard GroupEUA5,100
3Charles Schwab CorporationEUA3,360
4UBSSuiça3,101
5State Street Global AdvisorsEUA2,800
6Fidelity InvestmentsEUA2,488
7AllianzAlemanha2,268
8J.P. Morgan Asset ManagementEUA1,900
9BNY Mellon Investment ManagementEUA1,800
10PIMCOEUA1,690

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_asset_management_firms

Apesar de oferecerem um leque muito alargado de opções, a verdade é que os fundos comercializados por estas gestoras, não gozam das vantagens de investir em fundos nacionais. Além disso, estes podem envolver um risco adicional ao seu investimento: o risco cambial.

A predominância dos EUA, ilustrada na tabela acima, leva a que uma grande parte dos fundos provenientes destas gestoras sejam em dólares americanos. Assumindo que um investidor português provavelmente terá as suas poupanças em euros, na subscrição de um fundo internacional poderá haver necessidade de comprar dólares. Posteriormente, quando desejar vender as unidades de participação desse fundo, irá ocorrer a operação inversa (venda dos dólares). O risco é que o câmbio Euro/Dólar pode ter evoluído desfavoravelmente e o investidor ser penalizado no ato da venda.

Uma das formas de encontrar informação sobre fundos nacionais é através da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios. Segundo esta Associação, de momento encontram-se registados 151 fundos de investimento mobiliário nacionais. Neste site consegue também consultar a ficha de Informações Fundamentais Destinadas aos Investidores de todos os fundos disponíveis.

Este ano, 2 dos 3 fundos de investimento nacionais premiados pela Morningstar pertencem à Optimize Investment Partners, nomeadamente o Optimize Obrigações e o Optimize Investimento Activo. Estes fundos de investimento não deixam assim de poder ser uma hipótese a equacionar, dado o prestígio e isenção de que gozam mundialmente as distinções da Morningstar.

Adicionalmente, a maior parte dos bancos portugueses também disponibilizam fundos geridos por estes, sendo a Caixa Geral de Depósitos e o Banco BPI exemplos disso. Nos respetivos sites poderá consultar a lista de fundos oferecidos, bem como todas as informações que necessita.

Conclusão

Neste artigo foi demonstrado que apesar do leque de oferta de fundos de investimentos internacionais ser incomparavelmente maior, a subscrição de fundos portugueses reveste-se de algumas vantagens. A proximidade da equipa de gestão, o fato de ser supervisionada por entidades nacionais e a ausência de risco cambial, fazem com que o investimento em fundos portugueses se possa tornar bastante interessante.

Como sempre, antes de tomar uma decisão para as suas poupanças, nunca é demais relembrar que deve estudar atentamente cada investimento que realiza e comparar diferentes opções. Caso tenha dúvidas não hesite em contatar o seu gestor de conta junto da instituição financeira com que trabalha.